• valedosinconfidentes.com.br
  • Ouro Preto e Mariana - MG
Blog
O que é Food Tech e qual a diferença para o agrotech

O que é Food Tech e qual a diferença para o agrotech

Não é de hoje que misturamos comida com tecnologia em busca de aumentar a nossa segurança alimentar. No entanto, se no século XIX o conceito de Food Tech se limitava aos laboratórios, hoje, com o avanço das tecnologias digitais, ele tem sido bastante ouvido também em eventos de gastronomia e até de empreendedorismo.

Mas, afinal, o que é Food Tech? Qual a diferença entre este termo e Agro Tech e por que, nós, do Valin — Vale dos Inconfidentes, optamos por produzir um evento sobre inovação no segmento de comida sem passar pelo agronegócio?

O que é Food Tech?

Food Tech é a utilização de pesquisa e tecnologias para melhorar a produção, preservação, aspectos da distribuição e a qualidade dos alimentos.

Podemos dizer que os primeiros experimentos ligados à tecnologia aliemntar surgiram lá atrás, ainda no século XIX, quando pesquisadores buscavam maneiras de preservar os alimentos estocados por mais tempo, como na utilização de latas e embalagens.

Vídeo do FoodSHIFT2030, um laboratório de tecnologias, de Barcelona, com foco em Food Tech de verdade

Qual a diferença entre Food Tech e Agrotech?

É interessante perceber que tecnologia alimentar e Agrotech são coisas bastante diferentes.

Enquanto o Food Tech diz respeito à melhora de diversos pontos ligados à segurança alimentar, a Agrotech gira em torno do aumento da produtividade da agricultura — como a otimização no uso de pesticidas e automatização de colheitadeiras —, principalmente das monoculturas e dos grandes produtores. E isso, em geral, não tem ligação com a melhora na qualidade do alimento produzido.

O Movimento Comida de Verdade

Desde o começo do século XXI, diversos movimentos tem surgido ao redor do mundo a favor do consumo de comida de verdade. E aí, por comida de verdade, podemos levar em consideração a definição do Guia Alimentar para a População Brasileira, que considera esse tipo de comida como sendo “alimentos in natura ou minimamente processados”.

Algo que dialoga bem com uma das grandes dicas que o jornalista Michael Pollan, um dos mais conceituados do ramo da alimentação, diz em um de seus livros:

Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida

Com isso em mente, e o fato do Valin — Vale dos Inconfidentes se preocupar tanto em deixar a produção de inovações digitais nas mãos dos pesquisadores independentes e dos pequenos empreendedores, e também em incentivar a produção de novas tecnologias que sirvam ao bem estar da população, escolhemos o tema em detrimento do Agrotech para a primeira edição do Valin Week, afinal, não faria muito sentido estimular um segmento de mercado já estabelecido e que vem colocando agrotóxicos em todo tipo de alimento (até naqueles que não são necessariamente comida).

Agora que você já sabe o que é Food Tech e qual a importância de se colocar este movimento junto àqueles em prol das comidas de verdade, que tal colar em nosso evento para saber mais sobre este tema?

Acesse e descubra quem estará na primeira edição do Valin Week e siga o Valin no Facebook, Instagram e Linkedin para saber mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: